Novos detalhes de Resident Evil 3 Remake

 

Resident Evil 3 Remake, também conhecido como Resident Evil 3: Nemesis, é um dos jogos mais esperados de 2020. Em entrevista à PlayStation Magazine do Reino Unido, o produtor Peter Fabiano revelou alguns novos detalhes interessantes.

Segundo a entrevista, os jogadores não devem esperar um ambiente de mundo aberto. Embora haja muita exploração em muitas áreas da cidade, o jogo não será uma área enorme.

Além disso, Nemesis usará uma versão aprimorada da IA ​​desenvolvida para o Tyrant of Resident Evil 2 Remake. Não apenas isso, mas o Nemesis foi criado na vida real para poder ser digitalizado por fotogrametria.

Infelizmente, porém, o jogo não terá vários finais ou o Modo Mercenaries. O remake também não terá nenhum mecanismo de escolha de ação como os encontrados na versão original.

Abaixo, você encontra todos os novos detalhes desta entrevista que o membro do Reddit, wolfiepl, compartilhou:

  • Você não deve esperar uma exploração de Raccoon City como em um jogo de mundo aberto. Mas haverá muita exploração em muitas áreas da cidade.
  • Nemesis usará uma versão aprimorada da IA ​​desenvolvida para o Tyrant of Resident Evil 2 Remake.
  • O som será muito importante em uma cidade como Raccoon City; você terá que confiar nele para antecipar os perigos que estão à espera na esquina.
  • Confirmação de que visitaremos as ruas, as lojas, o posto de gasolina Stagla, os escritórios da Raccoon Press, o hospital.
  • O Nemesis foi criado na vida real para poder ser digitalizado por fotogrametria.
  • O modo Mercenaries não retornará.
  • Os vermes mutantes estarão de volta.
  • Carlos será jogável (só faltava removerem isso do jogo também!).
  • Não haverá o mecanismo de escolha de ação como no original, que poderia dar sequências diferentes do jogo depois ou uma vantagem sobre um perigo.
  • Também não haverá mais finais. Portanto, será interessante saber quem pilotará o helicóptero no final do jogo e se Nicholai sobreviverá ou não.




Postar um comentário

0 Comentários